7.24.2007

Vejo a manhã de sol entrando em casa, iluminando os gritos das crianças, Os momentos mais bonitos na lembrança não vão se apagar



Oi gente.

A viagem foi ótima, exatamente como eu falei, busão lotado de farofeiros rsrs, muito calor...saimos ao meio dia e meia da sexta-feira e chegamos em Carolina às 22 horas.

Carolina é uma cidade esquisita, bonita, mas esquisita, as ruas são estreitas, meu Deus acho que não cabe um caminhão!não existe asfalto aqui, as ruas são de pedras e os casarões antigos!?? as casas são em cima da calçada e tem uma arquitetura diferente, agora entendi de onde vem aquelas casas lá de Paraiso(minha cidade natal), as janelas são de madeira e são grandes e retangular, só vendo mesmo.
Passamos pela igreja que mamãe se casou há 38 anos, pela casa onde ela morou, foi nostalgia pura e claro tive que aturar a velharada lá contando as histórias antigas...ehehhehehhehe.

pra variar minha mãe e minha tia me levou pra um bairro "Tikonka" e elas queriam encontrar uma entrada no meio do mato que elas passavam há 30 anos! pura loucura.
E o povo!?ô povo especulador! querem saber de onde a gente vem, pra onde vamos, quem é o pai, a mãe, o que faz, quantos anos tem, tudo sem falar que todo mundo ficam nas janelas ou sentado na frente casa vendo os outros.
As fotos de cima p/ baixo:
1ª eu no rio tentando nadar.
2ª minha tia amélia irmã de mamae, mamae e a esposa do meu tio.
3ª eu gordissima na beira do rio.
4ª eu de novo, na porta da casa do meu tio ás 17 horas vendo o por do sol.
5ª tia amélia, minha irmazinha caçula e mamãe na porta da catedral antiga.
MÚSICA DO DIA: Retrovisor de Fagner

2 comentários:

- Regra geral: Bom senso.
- Siga-me no twitter: @iarana.