3.05.2009

Tem coisa mais ridícula do que uma senhora querendo ser "gatinha"?

Oi pessoas

Eu sempre gostei de ficar observando as pessoas, seus modos, seus gestos, suas atitudes e como as pessoas agem diante de certos momentos, não sei porque, mas eu acho interessante, me divirto assim.
Observando comportamento alheio me deparo com cada coisa, mas tem uma coisa que eu acho insuportável, é a maldita mania que o povo tem de nunca assumir sua idade e viver na sua própria idade.
Tentarei explicar, tem coisa mais ridícula do que uma senhora querendo ser "gatinha", se vestindo como uma mocinha jovem??

Pelo amor de Deus!!! juventude está no espírito.

Tem coisa mais brega que ver um cinquentão se comportando como "garotão" de 25 anos?? tentando papar a meninas?? affe!! detesto isso!!

E aqueles que tem 16 anos e querem ter e vestem como pessoas de 30?? ridículo, sem noção!!

Minha sobrinha de 16 anos vestiu um vestido e me perguntou o que eu achava, tia iara foi bruta e grossa!! - Está parecendo uma piranha de 30 anos, sem marido e com 3 filhos pra cuidar!!

Minha irmã disse que eu não tenho tato com a adolescente, tato?? eu não passo mãozinha na cabeça, baby.
É isso, tempo se esgotou, bem que eu queria escrever mais coisas.

11 Comentários:

Viviane Villas Bôas disse...

Oi, moça!
Tá brava, hein?! rsrs
Mas concordo com vc.
Essa inadequação quanto às fases da vida que transparece no comportamento e nas roupas de quem sofre dela é mesmo ridícula.
Acho horrível, por exemplo, uma menina(criança mesmo) com jeito e roupas de "moça/mulher"...toda "empetecada". Hoje em dia, já reparou que virou febre fazer "chapinha" no cabelo nas meninas desde cedo?
Ou então, um menininho que mal largou as fraldas e já com o cabelo cheio de "luzes" e usando brincos!
E os pais de hoje, em geral, incentivam.
É uma pena.

Bjos!
Vivi.

Alberto Lozéa disse...

Olha.. não têm!! Assim como essa coisa ridicula de BBB!!!

Alberto publicou um post sobre.. Seja bem vindo ao Sexy Help Desk!

crazyseawolf disse...

Nossa, está muito brava, desse jeito você vai me odiar pois sou um quarentão de 16 anos.
Eu não consigo conviver com pessoas da minha idade. Não há papo, não há ligação, não há nada.

Carteiro disse...

Olá Iara
Mas qual é o problema?
Conceitos/preconceitos/rótulos/intolerância?

Não deverá cada um de nós ser e estar no formato que quiser e ser livre de ser?
No mesmo formato em que gostas de ser frontal e directa (como com a tua sobrinha), também o vou ser!
Mas quem és tu para julgar seja quem for, o importante é o carácter de cada um de nós é não os adornos. Pareces uma coroa de 80 anos solteira e que nunca teve um orgasmo, estas a defender o states quo imposto pela sociedade, és ridícula!





Ehheehheheehehe , pois é Iara, com o que acabaste de ler deves ter sentido algo parecido ao que a tua sobrinha sentiu, amiga, não deve ser assim, atrás de todos nós está a nossa bagagem, a nossa história de vida, as nossas dificuldades, os nossos traumas, claro que existem pessoas que não têm noção de nada, mas muitas outras são mentalmente livres e não se importam (nem ligam) a opinião dos outros, sim, se existe algo castrador é a opinião dos outros, isto é, a importância que se dá a opinião dos outros.
Alguém escreveu: Nascemos originais e morremos copias!
No Japão, os homens quando se reformam compram e vestem um casaco vermelho vivo, é algo que simboliza o “agora estou livre”, por que é que nós devemos comportar como a sociedade impõem, acho lindo aquele idoso de 90 anos que foi tirar formação de queda livre, a uns anos vi um casal de idosos num parque a beijarem-se como se fossem adolescentes (adorei ver aqueles dois seres lindos), como é que podemos querer ser respeitados se não respeitamos os outros, sim, no fundo é simplesmente falta de respeito pelos outros seres, querer que eles sejam como nos “achamos” que deveriam ser!
Claro que te tenho de dar alguma razão, existem alguns comportamentos doentios, mas esses são do foro psiquiátrico, depois existe a excentricidade que tem diversos níveis, ainda depois existem quem não quer saber os que os outros pensam e ainda depois existem as ovelhas (ou formigas) que não se querem desviar do imposto dado assim existe menos possibilidades de não serem rejeitadas, demasiadas vezes fazemos o que achamos que os outros querem que façamos, e demasiadas vezes nem era isso que queríamos fazer nem o que os outros queria que fizéssemos!

Viva a loucura, viva a diferença

Fica bem

João Gonçalves

A Senhora disse...

Ei, e o que você acha dA Senhora? Não é uma gatinha? kkkkk

Eu tenho uma empregada, mais velha que eu, já entrando no estágio "gordinha" e hoje ela veio com uma roupa que até acentua isso, além de ser bem jovem. E ela me disse: estou nem aí! assumo a minha gordura e adoro ser assim!
E realmente estava feliz da vida.

E eu ri com ela. Ela estava certa. O que importa é a gente estar de bem com a gente e não com o que os outros querem.

Beijinhos, menina. Adoro você! Do jeito que é.

J. Neto disse...

Olhar o comportamento das pessoas é o melhor meio para conhecê-las bem.

Isto que descreveu aqui acontece bastante e, quase que diariamente, pois a Mídia endeusa as pessoas mais velhas com mais saúde como se fossem jovens, no entanto, agirem com um comportamento como esse aí descrito por você, é mesmo ridículo, sem dúvida.

Abraços Iara!

MamaNunes disse...

Oh Iarinha...pega leve com as vovós gatinhas...
Eu mesma sou uma débil mental rsss (claro que não ando com lacinhos no cabelo) e "simancol" é uma coisa boa de se ter e usar.
beiiijo!

Isaias Malta disse...

Sabe esta Naiá do BBB9 que está na foto e que foi citada como péssimo exemplo de quem não se comporta de acordo com a sua idade?
Pois para mim ela representa um novo paradigma. É uma sexagenária cheia de saúde participando de um programa que é um "tour de force", provando para nós que as pessoas não têm que morrer antecipadamente.
Confesso que a figura dela com seus guinchos insuportáveis me irritam, mas ao mesmo tempo sou obrigado a aceitá-la como um simbolismo altamente alvissareiro: não precisamos morrer mais antes da hora, não importa que tenhamos 100, ou 16 anos como o garoto que comentou, o que importa é ser style. Mick Jagger tem quase 70 anos e você quer condená-lo a uma cadeira de rodas? Qual é a culpa se ele tem a vitalidade de um garotão? Você queria ver o Ozzy Osbourne se comportando como um "senhor de idade". Não, o cara vai ser sempre o Ozzy Black Sabath e não vai importar se ele tiver 100 anos. Por isto amo a Naiá por nos dar a perspectiva de sermos íntegros e ilimitados a vida inteira, sem que nos deixemos engessar por rótulos de respeitabilidade.
Agradeço as tuas opiniões extremamente conservadoras para que eu pudesse construir o meu contraditório, assim todos podemos crescer.

tpm-d disse...

Sim eu também acho, mas... cada um à sua maneira e o seu modo, porém, não por ter certa idade que a pessoa vai ficar com a boca escancarada cheia de dentes esperando a morte chegar. Eu também gosto de observar comportamento e o que mais chama a atenção negativamente na senhora Naná, não é a roupa que veste e sim o jeito de falar, é insuportável.

Anônimo disse...

a, fala sério, imagine que você vai ficar assim um dia...

pensa na Madona cantando umas musicas da época da minha vó.

Poha, tem que aprender a conviver com as pessoas do jeito que elas são...

Concordo plenamente com a naná, ela tem mais é que aproveitar a vida com saude, do que ser aquela velha rabujenta que não sabe fazer nada além de comer, durmir e ver TV..

Respeito sua opinião, a minha é essa

Anônimo disse...

Também acho ridícula...Penso que cada face da vida da gente tem seus encantos..então pra que se expor ao ridículo de querer ser novinha sendo que a cara e o corpo condena.

Postar um comentário

- Regra geral: Bom senso.
- Siga-me no twitter: @iarana.