4.22.2009

Vulnerabilidade

"Ao nos abrirmos emocionalmente e nos machucarmos, seremos relutantes a voltar a ser vulneráveis". Diálogo do Dr. Lance Sweets e Angela na série Bones.
Nos tornamos vulneráveis quando demonstramos sentimentos e quando a outra pessoa sabe mais vulneráveis ficamos.
Não sei porque disso agora, só estava lembrando que nunca me apaixonei perdidamente, ou mesmo, nunca senti algo o suficiente pra dizer eu te amo.

Creditos da imagem para Wallcoo.net by The Pinup Art of Jennifer Janesko.

8 comentários:

  1. Eu pensei certo período que conseguia dominar tais sentimentos, até que eles me provaram que não. É só ter certo grau de envolvimento que ele logo quer aparecer e dominar.

    ResponderExcluir
  2. É o velho e simples ditado: gato escaldado tem medo de água fria.

    De qualquer forma, ficar relutante é uma coisa. O que não dá é se acovardar e achar que todas as rosas são ruins, porque uma te espetou com seu espinho.

    Digamos que os fracassos sirvam de experiência no caminho da felicidade, não de obstáculos que te façam permanecer inerte e sempre na defensiva.

    Quer lograr êxito, ser feliz? Desarme-se! Tente outra vez!

    Xêro, iarinha.

    ResponderExcluir
  3. Sempre fui uma pessoa extremamente romântico e namoradeiro...

    Um destes dias, amei com tanta intensidade, durante 5 anos, que desde o dia em que saí machucado, perdi a motivação para a conquista. Julgo que tinha a haver com o facto de pensar que já sabia como começava e como terminava, e por isso nem valia a pena o esforço.

    Completo disparate...

    Tudo o que passei serviu para me valorizar e fortalecer, sou uma pessoa melhor, e não tou nem aí para a situação, o melhor é curtir o melhor que sei e que posso, tranquilo e de consciência limpa, cada minuto da minha vida como se fosse o último, e o que virá... logo se verá por onde vou pegar. Sei que será sempre algo de bom e positivo, porque afinal sou divertido, extrovertido, e com espírito forte!

    ResponderExcluir
  4. Concordo totalmente com seu post, eu mesma passei por isso, me apaixonei e fiquei cega pelo cara, a gente se torna escrava e nem percebe. Agora, com o Richard tenho medo de repetir certos erros e me dar mal.... By the way, adoro a arte da Jennifer.

    ResponderExcluir
  5. Olá

    Bem, mesmo em relacionamentos de pouco mais duma noite sempre entrei (ainda entro) com tudo, também caio muito de bicicleta, mas não quero de forma nenhuma deixar de pedalar, enfim, não faz sentido eu ir para o novo relacionamento com poluição dos anteriores, é limitador, faço é em cada novo relacionalmente ser um ser humano cada vez “melhor”, “mil” mulheres, mas uma de cada vez, não traio por que não seria trair outra pessoa mas sim trair a mim próprio.

    ICC- Bem, aquilo das mil mulheres é figurativo! hehehehehe

    ResponderExcluir
  6. Concordo. Não gosto muito de me abrir com outras pessoas, sinto que estou mostrando a todos o quanto eu sou fraco. Por isso ultimamente o meu coração anda fechado. :)

    ResponderExcluir
  7. Não acho que se entregar a um relacionamento nos deixe vulneráveis. Fragilidade está no não envolvimento, no medo de se entregar. Bjus.

    http://contesta-acao.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Eu ja fui romantica e adorava demonstrar meus sentimentos, até depois de um relacionamento intenso e destruidor, ficar com o coração partido e demorar uns 6 meses pra me recuperar, foi bem traumatico. Agora estou tendo um relacionamento bacana ha 5 meses, agora consigo dominar meus sentimentos e ele me respeita e me admira por isso, ele não sabe o motivo de eu ser assim, e nunca vai saber. Aquele relacionamento traumatico me fez amadurecer e se preocupar mais comigo do que com que qualquer pessoa no mundo. Sou mais racional e firme, não sou um robo frio, mas sou mais lógica e me sinto mto bem por ser assim. O que passei NUNCA mais na vida...

    ResponderExcluir

- Regra geral: Bom senso.
- Siga-me no twitter: @iarana.