9.20.2008

Mother - Pink Floyd : Linda demais

Mãe

Mãe, você acha que eles jogarão a bomba?
Mãe, você acha que eles gostarão dessa música?
Mãe, você acha que eles tentarão me castrar?
Mãe, eu devo construir o Muro?
Mãe, eu devo concorrer para Presidente?
Mãe, eu devo confiar no Governo?
Mãe, eles me colocarão na linha de fogo?
Mãe, Isso é só uma perda de tempo?

.....................................


Filho, fique quietinho agora, não chore
Mamãe irá fazer todos os seus pesadelos virarem verdade
Mamãe ira colocar todos os medos dela em você
Mamãe vai manter você bem debaixo da asa dela
Ela não lhe deixa voar, mas talvez lhe deixará cantar
Mamãe lhe deixará aconchegado e aquecido
Ooooh bebê, Oooooh bebê, Ooooh bebê
Claro que mamãe irá lhe ajudar a construir o Muro

Mãe, precisava ser tão alto?
--------------------------------------------------

Gente essa música está na minha cabeça há duas semanas, sabe quando você não esquece dela, quando você abre o computador e só quer ouvir uma música??
Foi o youtube que me indicou e eu me agradei dela.
Claro que eu fui atrás de descobrir o significado da canção, não achei muito, então pra aqueles rokeiros de plantão, fãs do Pink Floyd (praticamente todos os amigos do Mais Atitudes rsrsrs) eu aceito as explicações. O pouco que entendi é que o filho pede pra mãe o proteger e ela faz um muro, no final ele pergunta porque ese muro foi tão alto.

Eu vou avisando logo o video tem 7 minutos e lá vai cacetada, (porque esses rocks de antigamente tem que ser tão longos??) mas vale a pena, tipo enquanto você ouve, vai vendo outras coisas...ahahahha eu detesto entrar num blog e topar com vídeos youtube, sei lá, eu fico com preguiça, mas quando o autor faz um suspense ou escreve algo pra me chamar atenção eu vejo.



Lá pelo tempo 3:42 entra um solo de guitarra com piano muito bonito, fantástico...muito excitante (para os ouvidos é claro), deve durar uns 1 minutos e meio por aí, veja aqui a versão Solo de Mother.

kakkkaka eu adoro guitarra, sempre quis ter um namorado guitarrista, mas ainda não tive esse privilégio rsrsrs, sabe, acho guitarra a apologia a liberdade, a vida, só lembro daquelas bandas da década de 80, com aquelles cabelos grandes, um topete e tharannnn tocando guitarra!!!

Mas se você tem uma conexão mais lenta, ouça a música clicando no play, só que eu não vi o solo de guitarra...




16 comentários:

  1. Tudo que vêm do Pink Floyd é interessantísimo... Atualizei O Arroto. Bjus.

    http://so-pensando.blogspot.com

    http://o-arrotoooo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Esta música faz parte do álbum Pink Floyd The Wall (= O Muro), que virou um filme e obviamente tem como trilha musical o álbum. O filme é genial, mas é pesado para as pessoas mais desavisadas e sensíveis: é um passeio, uma viagem alucinante no que a droga faz, e vai construindo um muro do qual você tenta escapar e não consegue... O filme mistura cenas de pessoas com animação, tudo muito significativo e pertinente. Para quem tem coragem, estômago, e não se deixa influenciar (ou seja, tem maturidade suficiente para entender que aquilo não é apologia à droga, mas um alerta), vale a pena assistir (ou rever) a este clássico antológico da filmacoteca!

    Quanto à música, Iara, tem ainda uma segunda parte que você não traduziu e que é bem semelhante a essa, a letra também é genial, além da sonoridade tocante.
    Genial porque dá duas versões de pensamentos opostos ligadas pelo mesmo fio.
    De um lado, uma criança ou jovem imaturo, cheio de inseguranças, com medo da violência, censuras, drogas (muro), morte, sem saber que rumo tomar na vida, e buscando conselhos, respostas, quem sabe da mãe, que o gerou e poderia lhe ensinar o que fazer.
    Do outro lado, a mãe possessiva e protetora, fazendo de tudo para que nada lhe falte, capaz de até mesmo criar as dificuldades que ele precisa enfrentar ou teme, para que ele não precise se tornar alguém, viver suas próprias experiências, descobrir suas respostas por si mesmo, enfim, ela não lhe deixa viver sua própria vida.

    E quanto à sua pergunta, eu lhe devolvo outra para respondê-la: se a música é boa, por que ela precisaria ser curta? Não é melhor se longa, com introdução musical e solos no meio, para a gente curtir o maior tempo possível? ;-)

    Valeu pela sessão nostalgia! Você prova aqui que a verdadeira boa música e legítima obra-de-arte são imortais e eternas, boas para quaisquer ouvidos, em qualquer tempo.

    http://mesdre.myblog.com.br
    http://famainfame.blogspot.com
    http://fractar.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Po parceiro, gostei do seu texto.. Mas já que vc mania da história dessa música, fale mais sobre o significado dela. Muito me intriga principalmente a frase final... Pra mim o muro não é só sobre droga.. É uma construção que fazemos ao longo da vida nos bloqueando e blindando do mundo externo... Que nos limita, nosso medo, nosso preconceito etc... E quando fala so high não tenho certeza se é sobre o muro mas pode ser... Discuta mais aí que gostei da sua viagem! Hahaha

      Excluir
    2. O final claramente é sobre a super proteção da mãe! Pq esse muro de proteção teve que ser tão alto e prejudicar o filho?

      Excluir
  3. Iarinha, coloquei o video lá no msn numa pasta de compartilhamento, o andre está corretissimo quanto ao filme.
    IARA OS SOLOS DE GUITARRA SÃO MAGICOS, ENCANTADORES, ALUCINANTES, por isso o tempo de musica, não se faz mais guitarristas como antigamente.

    Outro dia dei uma carona a um conhecido, o cd the wall tava no som, como havia abaixado um pouco, nem me lembrava dele, de repente aquele grito dento do carro, sorte que pessoa não sofria do coração, mas levou um p. susto, tive que parar pra rir.


    Meu filho ta aprendendo a tocar guitarra, ja faz sucesso na escola, qualquer dia posto um video dele tocando, agora ta concentrado na minha musica preferida do guns, mas ele so tem 11 anos tá. rsrsrsrsrsrsrs.


    Ps, quando tinha uns 15 nos meu sonho era ter uma guitarra rosa,kkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  4. Ah, se eu tivesse uma banda um pouco mais larga...

    ResponderExcluir
  5. Iarinha, meu anjo, o André Martin falou tudo. Que mais eu poderia falar?
    Que bom que você gosta de rock, e rock da melhor qualidade!!!
    Tenha uma ótima semana, pretty woman!!! ;o)

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. joelson pessoa da silva16 de jul de 2011 17:50:00

    Iara querida
    Os integrantes da banda pynk floyd, foram criados na epoca do regime militar, onde haviam opressoes e execuções até em público, quem se opunha aos militares era severamente castigado. Quando adolecentes estes jovens tinham em comum mais que o gosto pelas drogas, eles amavam a liberdade a justiça e o direito de espressão, a música foi a forma que encontraram para lutar pelos seus direitos e dizer ao mundo inteiro o que pensavam e o que almejavam sem serem condenados por isso. assista ao clip da música the wall que você vai entender melhor a banda. Espero ter contribuido para a sua compreenssão não só da letra em questão más de todo o restante do trabalho deles.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Interpretação de texto, história e história da banda mandaram lembranças.

      Excluir
  8. Pra vc entender Mother, teria que ouvir o álbum inteiro. As músicas vão se exlicando conforme passam. Mas, tem mais de 1h de duração, então creio que vc não vai se interessar hehe Enfim, o principal compositor do álbum - Roger Waters - fez esse álbum, na minha opinião, como um desabafo, sabe? Primeiro porque seu pai morreu na guerra lutando por uma coisas que, aos olhos dele, não fazem sentido; e segundo devido ao quanto o público estava distante do que ele queria passar em suas músicas no álbum anterior ao The Wall, o famoso 'gritar e minguém ouvir'. Bom, Mother fala mais sobre a infância dele sem o pai, que resulta no extremo 'superprotetorismo' da mãe. Espero ter ajudado!

    ResponderExcluir
  9. Como se pode esperar de Roger Waters: Não desconsiderando a interpretacão explicita da letra, "Mother" fala mais do que o 'protetorismo' da mãe, ela se refere a "Pátria Mãe" como forma de controle social! Música perfeita...

    ResponderExcluir
  10. Meu caro, não é regra que os rocks antigos são todos longos, veja os Beatles, as músicas são curtinhas. Na verdade é o estilo do Pink Floyd, o progressivo que é longo, ou seja, o estilo progressivo tem essa característica.
    Abraço

    ResponderExcluir

- Regra geral: Bom senso.
- Siga-me no twitter: @iarana.