5.02.2009

Trabalhar ainda enriquece??


Fala pessoas,
Tem muita coisa que eu não gosto dos brasileiros, eu passaria o dia listando aqui, mas há algo que eu admiro muito em grande parte do povo de nosso país – A criatividade pra conseguir seu sustento.
Trabalhar dignifica qualquer alma, não importa se você manda ou se e pau-mandado d alguém, não importa se é dono do labor ou se recebe honorários. Tudo é válido.
Conheço um restaurante aqui em Palmas que abriu logo quando me mudei pra Palmas, lembro porque eu almoçava por lá, era apenas um a meia-agua, local pequeno que servia prato-feito e comida por kilo, muito boa por sinal.
Passando os tempos e hoje é um movimentado restaurante.
É admirável ver pessoas que ainda acreditam que “suar a camisa” – veja bem, não precisa suar, é so um termo genérico – possam enriquecer ou simplesmente viver bem e feliz. Porque muitos ja perderam a fé e tentam conseguir de outras formas digamos menos dignas.
Acho engraçado ir em feiras, mercados, camelódromos e ver a movimentação do povo.
Na faculdade eu aprendi que a Economia pode se virar sozinha, desde que ninguém a atrapalhe, mas acho que nada tem haver com a Economia, o ser humano é auto-suficiente.
#beijosmelinka

10 comentários:

  1. Não importa o que você é ou quem é ou o que tem... trabalhar e criar, é contribuir para o bem da humanidade e para o futuro dos seus filhos.

    ResponderExcluir
  2. é o famoso "jeitinho brasileiro" para seguir vivendo razoavelmente bem nesse país...

    beijos!

    ResponderExcluir
  3. No meu caso, que sou professor, afirmo sem sombra de dúvida que NÃO!
    Salário que não tem aumento, profissão que não tem perspectivas de crescimento algum. Com certeza, ser professor não enriquece ninguém. O melhor é vender cachorro quente na praçinha.

    Sabia que ser empregada doméstica é muito mais lucrativo? Afirmo que um empregada doméstica por dia ganha mais que o triplo de um professor.

    ResponderExcluir
  4. Como adoro o que faço ou faço o que adoro (nem sei bem qual a certa) não me preocupo com a parte financeira, não é o meu foco, apenas ela vem por ela própria!

    Estou sendo feliz assim

    Fiquem bem

    João Gonçalves

    ResponderExcluir
  5. Iara,
    Eu conheço uma pessoa que vive doente, tem um emprego maravilhoso, um salario invejavel, mas um chefe que ninguém merece. Ela ainda não percebeu que aquele emprego está acabando com a saude dela.
    Acho legal a pessoa trabalhar e ser competente no que faz, se dar ao que faz.
    Um bom exemplo é o professor, ele jamais enriquecerá, mas terá contribuido para que muitos o façam.
    Se isso bastar pra ele, é um bom profissional, não será rico, mas será feliz!!!!!!!
    Afinal o que vale mais, ser rico ou feliz?
    rsrsrsrsrsrs

    ResponderExcluir
  6. O trabalho enriquece alguns, mas acima de tudo o trabalho dignifica o homem, ser produtivo, e no caso de algumas profissões como médicos, professores... fazem a diferença na vida de muitos...mas todo trabalho é válido, sendo bem ou mal remunerado.
    Se a pessoa não é feliz com o que faz, sempre é hora de tentar mudar...
    Se vc gostar do que faz é meio caminho andado para ser bem sucedido e dai ganhar dinheiro com isso é consequencia, talvez o suficiente até para enriquecer.

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Esse tipo de coisa é que me faz manter a bomba H quietinha no porão, i.e., me dá esperança de que a humanidade tem jeito, afinal.

    E essa história de auto-regulação é verdade, embora, assim como muitas outras "forças invisíveis regulamentadoras", a Economia não tem vieses humanos, e por isso nem sempre regula para o lado mais justo. Essas coisas profundas são assim... =P

    PS.: seu layout tá bonito, mas aqui os nomes dos comentadores estão aparecendo na direita, do meio do texto. Se quiser ajuda pra arrumar... ;D

    ResponderExcluir
  8. Meu bem, hoje em dia enriquecer é coisa para bem poucos, mais bem poucos mesmo! (...) No mais, "é se vira nos 30!". Bjus e boa semana.

    http://contesta-acao.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Iara, tudo bem?

    O Já matei por menos é totalmente brasuca, o Hello Lolla é escrito por uma brasileira (mesmo sendo todo em inglês) e o SketchBlog, assim como o Hello Lolla são do Blogger.

    :D

    Jéssica.

    ResponderExcluir

- Regra geral: Bom senso.
- Siga-me no twitter: @iarana.