11.03.2010

Sobre as cobranças da vida (escrito à mão)

Estive lendo uns twittes e dei ideia pra escrever esse post.
Depois eu linko aqui, eu não arquivei, então vou ter que procurar. Hoje resolvi fazer algo diferente, fiz o texto na mão mesmo, minha letra para vocês verem, scaniei, vou por a imagem aqui pra lerem, clique em cima dela que fica maior e poderá ler, vou ver se consigo por pra abrir em outra pagina, ficar melhor (pelo menos eu acho).
Talvez eu escreva a parte 2 ( ou não). Queria escrever mais, porem teve 58 linhas e duas laudas, muito extenso não?
Adoraria que quem lesse sentisse desejo de escrever e publicasse suas notas avulsas na folha de papel, acho que ficaria bacana.


6 comentários:

  1. Lindo!
    Então somos dois, menina. Também sou imperfeito. E sério, eu me vi em seu texto.
    Obrigado por você existir, Iara!!!

    ResponderExcluir
  2. Achei bonitinho o texto publicado escaneado da folha de caderno. Se eu fizesse isso, acho que nem eu conseguia ler. :P

    Mas vamos lá. Ninguém é perfeito, mas eu não acho que ninguém deve acomodar. Tem que se sentir bem por ter chegado onde chegou, sim(onde quer que seja), mas não acho que deva parar aí. Sempre dá pra melhorar, e acho que temos que continuar tentando. Faz parte de toda carreira continuar seguindo em frente, mas sem ficar obcecado com a perfeição.

    Como tudo o mais, é uma questão que tem suas sutilezas.

    ResponderExcluir
  3. Citando Zélia Duncan :" quem se diz muito perfeito na certa encontrou um jeito , insosso, de não ser carne e osso"!

    São as nossas imperfeições que nos diferenciam ,nos forçam a desenvolver tolerância com os outros ...

    ResponderExcluir
  4. Vi que você me passou o link no Twitter mas eu só tive tempo de ler agora.

    Acho que a linha entre 'se assumir imperfeito' e a mediocridade é muito tênue. Podemos ser imperfeitos, mas não podemos desistir de melhorar dando como desculpa a nossa imperfeição.

    ResponderExcluir
  5. Ahh que adorável :P!
    Pretendo passar no vestibular. Um bom vestibular btw. Mas hoje nem estudei, fiquei meio desanimado, tantas cobranças .-., TCCs, e eu, perfeccionista, querendo fazer tudo.

    Li esse texto em uma boa hora :)

    ResponderExcluir
  6. Nós não somos o que gostaríamos de ser. Nós não somos o que ainda iremos ser. Mas, graças a Deus, não somos mais quem nós éramos. (Martin Luther King)

    Me orgulho de ser humano. Demasiadamente humana. Por isso, sou imperfeita. Realmente quando criamos um blog, ficamos preocupados em como preencher nosso perfil. Temos medo de "dar a cara a tapa", admitindo nossos defeitos. Somos todos imperfeitos, mas nem por isso devemos nos acomodar como disse o colega Bruno Guedes. O importante mesmo é estarmos abertos à mudanças para alcançarmos o crescimento pessoal.

    Um abraço

    Malu

    ResponderExcluir

- Regra geral: Bom senso.
- Siga-me no twitter: @iarana.