8.18.2011

Controle


"Ter sob o seu domínio, sob a sua vigilância."
Não sei se já comentei aqui antes, mas existe coisa mais complexa do que controlar-se?
Seja por um vicio, mania, desejo, aspiração, o que for, pegar as redeas da sua vida de novo parece algo muito longe, tão longe que você adoece apenas por achar que não vai nunca mais em sua vida ser "daquele jeito", o mais engraçado de tudo é analisar e descobrir que a maioria dos casos de "falta de controle" nem em si é a ausência, mas é a expectativa tão intensa que uma pessoa tem em relação a outrem.
É uma imensa merda ter que satisfazer seus proprios (essa joça tem acento ou não?) desejos e ainda alimentar a expectativa dos demais, porque quando a gente supera é como se fossemos vivos, importantes, interessantes, corretos e as pessoas parecem que passam seus dias contando com isso.
Agora pior que controlar-se é descobrir que você nunca, em momento algum teve isso, que tudo foi apenas enganação, você não pode controlar-se, os outros te controlam, a opnião te modifica, a sociedade miserável faz você, a tv, a internet, os remedios, a bebida, tudo isso e mais alguns detalhes são os verdadeiros dono do poder e do controle, bem vindo ao completo descontrole de sua vida.

Eu acho que é aí, é quando você descobre que tudo não passou de enganação, que você nunca teve dominio de nada, é que realmente você descobre o quão pode ser doloroso, para piorar, você descobre que precisa, carece de ser enganado para achar que de fato pode algum dia estar no controle.
Estar certo, ser correto, ser importante, ser bom, bonito, ter sucesso, família, parece que tudo isso significa tanto que você morre procurando isso.

Imagem por DARA.

2 Comentários:

Teilor disse...

Acredito que praticamente todas as nossas ações e atitudes são controladas por fatores externos. Só somos livres mesmo em nossas mentes, e mesmo assim, alguns abdicam desta liberdade.

Adao Braga disse...

Tá quase chegando no ponto de perguntar e inquirir se de fato temos livre arbitrio.

E dominio próprio, era um dos requisitos da igreja cristã para nomear seus lideres. Isto, lá atrás no primeiro século, agora, os critérios são outros, como por exemplo, quem arrecada mais...

Quanto ao assunto, bem, esse negócio de que somos livre, eu prefiro a sua semelhança, desconfiar e duvidar. Afinal somos livres de que? Pra que?

Postar um comentário

- Regra geral: Bom senso.
- Siga-me no twitter: @iarana.